Afroempreendedores na visita à Hinode

Afroempreendedores da Reafro visitam fábrica da Hinode

No último dia 15 de dezembro, afroempreendedores e afroempreendedoras que fazem parte do Projeto Brasil Afroempreendedor (PBAE)  – e integram a recém criada Rede Brasil de Afroempreendedores (REAFRO) – fizeram visita técnica na fábrica da Hinode Cosméticos, em São Paulo. A atividade foi conduzida pela Reafro, presidida pela carioca Ruth Pinheiro.

A REAFRO, em sua primeira articulação e buscando parcerias com empresas do setor privado, conheceu  a linha de produção da Hinode, uma das maiores empresas de venda e distribuição de cosméticos.  Na ocasião, o grupo foi recebido pelo presidente Sandro Garcia Rodrigues, que parabenizou o grupo pelo excelente trabalho realizado em relação à representação dos empreendedores afro-brasileiros.

O presidente da Hinode também se colocou à disposição para construir pontes de trabalho e renda, bem como de fortalecimento para o afroempreendedorismo.  Para o coordenador do Instituto Adolpho Bauer (IAB), Adilton de Paula, o diálogo com empresas e demais organizações é de fundamental importância neste momento de surgimento da Reafro. “Além de ser um momento histórico, é também real e com possibilidades para melhorar vidas de famílias negras e, por extensão,   a qualidade de vida de toda a população brasileira”.

Sobre a Hinode

Inaugurada em 1988, a Hinode está instalada em Barueri,  na zona oeste da Grande São Paulo. A empresa fabrica e comercializa mais de 300 itens em seu catálogo e atua em três segmentos: perfumes, cosméticos e bem-estar.

Compartilhe!

2 comentários, add yours.

ALDACIR FONSECA DE SOUZA

BOM DIA EU PRECISO FAZER UM SEMINARIO REAFRO | HINOD , E PRECISO DE INFORMAÇÃO SOBRE O ACORDO DE PARCERIA . O REFERIDO EVENTO SERÁ EM 02 OU 03 DE FEVEREIRO 2017 EM HORTOLANDIA .

    Instituto IAB

    Bom dia Aldacir, tudo bem? Muito interessante a tua proposta. Sugerimos entre em contato com a REAFRO (http://www.reafro.org/) ou ligue no telefone (21) 2533 1171 (falar com Ruth). Eles cuidam das ações para afroempreendedorismo, certamente saberão te ajudar neste seminário.

Sua resposta para Instituto IAB