Gênero

Resistência e Luta Feminista

8 de março: Marcha das Mulheres em Curitiba

RESISTÊNCIA E LUTA FEMINISTA

Nós, mulheres, que vivenciamos a desigualdade de oportunidades entre os gêneros, nos manifestamos contra o cenário de retrocessos que viola os direitos que duramente conquistamos. Direitos esses que estão diretamente relacionados ao enfrentamento ao machismo, ao racismo, à diferença de classes e ao desrespeito às diversidades.

Vamos parar e mostrar a toda sociedade que somos muitas, não somos invisíveis e temos urgência de mudanças em defesa das nossas vidas.

Continue lendo

cartao dia da mulher

O direito das mulheres é direito humano

A maior parte das mulheres trabalha na informalidade e com escassa proteção de direitos

O mercado de trabalho está mudando em grande velocidade devido à inovação e ao aumento da mobilidade e da informalidade. Mas a mudança tem que ser mais rápida no que diz respeito a capacitar as mulheres que, por meio do seu trabalho, têm gerado muitos dos ganhos globais das últimas décadas. Em sua maioria, as mulheres continuam em trabalhos menos lucrativos e que não permitem desfrutar dos benefícios. Elas ganham menos que os homens e, ainda, sustentam o enorme peso – fundamental em termos econômicos – que representam o trabalho de cuidado não remunerado e trabalho doméstico.

Continue lendo

20 de novembro: homenagem do Instituto IAB à mulher negra

Neste 20 de novembro, o Instituto Adolpho Bauer se soma a todos que fazem da consciência negra uma luta diária pela igualdade étnico-racial. Para isso fazemos chegar a nossa homenagem em especial às mulheres negras. Como símbolo desta luta honramos a memória de NZINGA, a rainha negra que combateu os traficantes portugueses.

Quem foi Nzinga?

Continue lendo

Dia internacional da mulher batalhadora

8 de março, data de reflexão sobre igualdade de gênero, mas também de oportunidades

Neste 8 de Março, Dia Internacional das Mulheres, a equipe do  Instituto Adolpho Bauer reverencia às mulheres que lutam, ousam e sonham. A data é símbolo da luta feminina contra todas as formas de violência, opressão, preconceitos e  abusos  cometidos contra as mulheres. Também é  de reflexão profunda sobre o papel da mulher trabalhadora, batalhadora – de todas as categoriais profissionais. A atuação em casa, nas universidades, nos sindicatos, nos hospitais, nas escolas, nas pesquisas científicas, no poder público e em tantos outros espaços, é fundamental  para o desenvolvimento do país.

Continue lendo

25 de novembro Dia Internacional da não-Violência contra a Mulher

O dia 25 de novembro de 1960 ficou conhecida por conta do maior ato de violência cometida contra mulheres. As irmãs dominicanas Pátria, Minerva, e Maria Teresa, conhecidas como “Las Mariposas”, que lutavam por soluções para problemas sociais de seu país foram perseguidas diversas vezes e presas até serem brutalmente assassinadas.

Continue lendo

Violência. Sem ela todo mundo é mais feliz

Violência contra a mulher: Um problema de todos

Números apontam que em 72,1% dos casos de violência contra a mulher, os agressores são os próprios maridos, companheiros ou ex-companheiros, e que 51,3% dessas mulheres correm risco de morte.

O dia 25 de dezembro de 2008 vai ficar para sempre na memória de Alessandra Negreiro*. Foi exatamente nessa data em que começaram as agressões em casa. Segundo ela, qualquer desentendimento era motivo para o
marido espancá-la.

Continue lendo