Notícias

Brancos e negros se beneficiam da diminuição da desigualdade

Por que ainda somos racistas? Embora o número de negros ultrapasse o número de brancos, segundo Censo 2010, o racismo ainda é um dos males que mais prejudica a população negra no Brasil. A pesquisa Participação, Democracia e Racismo,  do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) divulgada em 2013, apontou que, a cada três assassinatos no País, dois vitimam negros. Quando se fala em cotas raciais, então, a polêmica é ainda maior. Será que existem pessoas que, como em séculos passados, ainda se beneficiam do racismo?

Continue lendo

A capital do Acre, Rio Branco recebe ciclo de palestras sobre cultura afro-brasileira

O Acre é o primeiro estado a receber o Ciclo de palestras Conheça Mais Cultura: Afro-brasileira, Nosso Patrimônio.

A palestra Políticas Culturais para a Cultura Afro-brasileira abre a série de encontros da terceira edição do Conheça Mais Cultura: Afro-brasileira, Nosso Patrimônio, em Rio Branco/AC, no próximo dia 22 de agosto. O debate tem como objetivo reforçar a necessidade de preservação da cultura negra brasileira.

Continue lendo

VI Cúpula BRICS – Declaração de Fortaleza

Reunidos da VI Cúpula do BRICS, Chefes de Estado e de Governo do Brasil, da Rússia, da Índia, da China e da África do Sul aprovaram a “Declaração de Fortaleza” e o “Plano de ação de Fortaleza”

15/07/2014 – VI Cúpula do BRICS

1. Nós, os líderes da República Federativa do Brasil, da Federação Russa, da República da Índia, da República Popular da China e da República da África do Sul, reunimo-nos em Fortaleza, Brasil, em 15 de julho de 2014 na VI Cúpula do BRICS. Para inaugurar o segundo ciclo de Cúpulas do BRICS, o tema escolhido para as nossas discussões foi “Crescimento Inclusivo: Soluções Sustentáveis”, condizente com as políticas macroeconômicas e sociais inclusivas implementadas pelos nossos governos e com o imperativo de enfrentar desafios à humanidade postos pela necessidade de se alcançar simultaneamente crescimento, inclusão, proteção e preservação.

Continue lendo

Encontro Em São Paulo reúne empreendedores afro-brasileiros e afro-americanos

Mais de 50 pessoas, entre elas 35 empreendedores do projeto Brasil Afroempreendedor, participaram da palestra “A utilização das redes sociais e as possibilidades de negócios entre empreendedores afro-brasileiros e afro-americanos”, feita por Kumi Rauf, empreendedor negro dos Estados Unidos que esteve em São Paulo na quarta-feira, 11 de junho. O encontro aconteceu no plenário Teotônio Vilela, na Assembléia Legislativa de São Paulo. Rauf é o criador do I Love being Black (Eu Amo ser Negro/a), marca de vestuário e acessórios que imprime a mensagem positiva em várias peças de comunicação, como camisas, pulseiras e calendários. Sua página do Facebook tem mais de seis milhões de usuários, sendo a maior fanpage sobre o tema na rede social.

Continue lendo

Empreendedores afro-brasileiros da Paraíba discutem acesso a crédito

Os afroempreendedores da Paraíba tiveram o primeiro contato com o projeto Brasil Afroempreendedor nesta terça-feira, 3, na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em João Pessoa. A atividade na Paraíba substituiu o seminário estadual, transferido para agosto deste ano. O mesmo já havia acontecido com o seminário do Paraná, realizado na semana que passou. Com as transferências, as inscrições para os seminários continuam abertas e podem ser feitas aqui no site do IAB.

Continue lendo

Projeto Brasil Afroempreendedor na Paraíba

Nesta terça-feira, 3, o projeto Brasil Afroempreendedor realiza atividade na Paraíba com vistas à preparação do seminário estadual que acontecerá em agosto. As inscrições para o projeto continuam abertas, e devem ser feitas no aqui no site do Instituto Adolpho Bauer (IAB). A Paraíba tem mais de 200 mil empreendedores afro-brasileiros, conforme a pesquisa do SEBRAE  divulgada no ano passado.

Continue lendo

Seminário reúne empreendedores e parceiros no Paraná

O seminário preparatório ao seminário estadual do Paraná permitiu que os empreendedores negros e negras do estado tivessem o primeiro contato com o projeto Brasil Afroempreendedor e as possibilidades de fortalecimento de seus negócios. Em função do pequeno número de empreendedores inscritos, a coordenação do projeto optou por uma formatação diferente, com apresentação do projeto aos participantes, contato com apoiadores do projeto e com informações sobre possibilidades de fomento e financiamento, além das primeiras indicações sobre a construção da Rede Nacional de Afroempreendedores.

Continue lendo

Propostas de financiamento e trocas de experiência mobilizam empreendedores em Goiás

A variedade das experiências culturais e de empreendedorismo afro-brasileiro foi destaque na abertura do seminário estadual do projeto Brasil Afroempreendedor em Goiás. Quilombolas da comunidade Kalunga, a maior comunidade de remanescentes de quilombo do Brasil, jovens empreendedores, empresas de advocacia e de estética constituíram um mosaico que é o retrato da diversidade no estado. Todas essas experiências foram somadas para dar à abertura do seminário um perfil diferente das edições anteriores, com muita troca de experiências em vários campos de atividade. O seminário acontece até esta sexta-feira no Auditório 1, Área 2, da PUC de Goiás. Logo após a abertura, os participantes acompanharam a apresentação do projeto e o lançamento do livro “Desenvolvimento e Empreendedorismo Afro-brasileiro”.

Continue lendo

Projeto Brasil Afroempreendedor – Baixada Santista

Projeto do Instituto Adolpho Bauer em parceria com o Núcleo de Apoio e Valorização de Empreendedores da Associação de Alunos e Ex-Alunos da Unisantos.

A Associação de ex-alunos da Unisantos, em parceira com o Instituto Adolpho Bauer, promove o 1º encontro para afro empreendedores de Santos, que faz parte da programação da Rede Brasil Afro empreendedor. Neste evento estarão presentes empresários da região, autoridades políticas e de movimentos negros da Baixada Santista que discutirão assuntos relevantes sobre a evolução histórica do negro no Brasil, as contribuições do negro para a Economia Brasileira e sua inserção no mundo do empresariado.

Continue lendo

Discriminação é Crime!

Denuncie a discriminação

Saiba o que fazer em caso de discriminação por raça, cor, etnia, religião ou origem.

1.º Ligue para o 190

Caso esteja ocorrendo uma agressão verbal ou física, ligue imediatamente para a polícia.

2.º Registre o Boletim de Ocorrência

Em seguida, faça o registro do fato na delegacia, através de Boletim de Ocorrência (B.O.), pelo crime de injúria racial (art. 140, §3º do Código Penal) ou racismo (artigos 3.º a 20.º da Lei 7716/89).

ATENÇÃO: Os crimes acima não são processados em Juizados Especiais Criminais (Jecrim), portanto, exija a instauração de Inquérito Policial. O Termo Circunstanciado (com designação de audiência preliminar) não resolve nesses casos.

É possível indicar e/ou apresentar provas para sustentar o Boletim de Ocorrência (testemunha, gravações, documentos – qualquer tipo de prova lícita).

3.º Exija que a discriminação como causa do crime conste no B.O.

Em caso de ocorrência de outros crimes (como homicídio, lesão corporal, etc) que tenham como causa o preconceito, exija que tal circunstância conste no Boletim de Ocorrência, para que as provas colhidas na investigação também possam caracterizar o fato. (Ex: destruição de imagens religiosas no local do crime, termos racistas utilizados pelo investigado no momento do crime, etc).

4.º Procure o Ministério Público

Se mesmo seguindo essas orientações, você perceber que houve imprecisão no registro do B.O. (descrição errada do crime, ausência de produção de provas de eventual preconceito como causa do crime, ou encaminhamento para o Jecrim), entre em contato com o Nupier (Núcleo de Promoção da Igualdade Étnico-Racial do Ministério Público do Paraná), que poderá solicitar providências junto à Promotoria de Justiça específica. O Núcleo fica na Avenida Marechal Deodoro, 1028, 9.º Andar, Centro, Curitiba. O telefone de contato é o (41) 3250-4905.

A cor do dinheiro

Apesar do fosso econômico que separa os negros do restante da população, muitos deles já conseguiram romper as barreiras do preconceito e cresceram na cena empresarial

Na quarta-feira 14, a direção do jornal The New York Times reuniu a equipe para comunicar a nomeação do premiado jornalista Dean Baquet para o posto de editor-executivo. Trata-se de um dos cargos de maior prestígio em um dos cinco jornais mais influentes do planeta. Um detalhe, porém, chamou a atenção de todos. Baquet é o primeiro jornalista negro a assumir a função nos 163 anos da empresa. Se em um país que desde a década de 1970 adota políticas de ação afirmativa os afrodescendentes ainda são minoria nos centros de poder político-empresarial (apesar de o presidente Barack Obama ser negro), imagine o que acontece no Brasil, onde esse debate é recente e no qual, mesmo depois de 126 anos da abolição formal da escravatura, as estatísticas mostram um profundo viés discriminatório, especialmente do ponto de vista econômico.

Continue lendo

Brasil Afroempreendedor firma termos de cooperação no Amapá

A abertura do seminário estadual do projeto Brasil Afroempreendedor em Macapá (AP) serviu como oportunidade para presenciar a capacidade de mobilização dos empreendedores do estado. Com camisetas do projeto, os participantes, jovens e mulheres empreendedoras na maioria, ouviram com atenção os discursos dos integrantes da mesa de abertura e da palestrante da manhã desta quinta-feira, a consultora do SEBRAE/AP Anésia Nunes. Na palestra “Desenvolvimento e o papel das microempresas no estado do Amapá”, Anésia destacou a relação entre a juventude e o desenvolvimento, considerada fundamental para o incremento das iniciativas empreendedoras no estado.

Continue lendo

Rede de Afroempreendedores ganha força em Minas Gerais

O seminário estadual do Projeto Brasil Afroempreendedor em Minas Gerais registrou uma das mais positivas participações dos empreendedores com relação à formação de redes de negócios. Além da variedade de cadeias produtivas participantes (alimentação, confecção, cultura, marcenaria, ramo imobiliário, entre outros), houve também interesse de médios empresários, além dos micro e pequenos a quem o projeto se destina. Mais do que isso, os empreendedores que participaram dos três dias de atividade compreenderam a essência do projeto, começando a formar parcerias ali mesmo, durante as atividades.

Continue lendo

Mineiros têm participação ativa no seminário estadual do projeto Brasil Afroempreendedor

A participação ativa dos empreendedores mineiros marcou os dois primeiros dias do seminário estadual do projeto Brasil Afroempreendedor. Além disso, pôde-se observar uma mudança no perfil dos participantes. A força do ramo marceneiro, do comércio, principalmente na área da alimentação, da comunicação, com rádios comunitárias atuantes, entre outros segmentos, está presente no seminário, assim como as representações quilombolas. Mais uma vez, as mulheres empreendedoras são maioria, com quase 70% do total dos participantes.

Continue lendo

Seminário de Minas Gerais começa nesta quarta, 07 de maio

Nesta quarta-feira 7 de maio, o projeto Brasil Afroempreendedor dá a largada para o Seminário Estadual de Minas Gerais. Diferente de outros estados, em Minas o seminário realizará a abertura um dia antes das atividades formativas. A abertura do seminário será realizada a partir das 19 horas na Associação Comercial e Empresarial de Minas Gerais (ACMinas), uma das entidades parceiras do projeto no estado. São esperadas várias autoridades para prestigiar o evento, além dos empreendedores mineiros, que estão respondendo positivamente ao convite para participar da atividade. No ato de abertura do seminário, será lançado o livro Patrimônio Cultural, Território e Identidades, organizado pelo professor Marcos Cardoso.

Continue lendo

Brasil Afroempreendedor repercute nas redes

A cada dia, o Brasil vai conhecendo um pouco mais o projeto Brasil Afroempreendedor, uma das maiores iniciativas em curso no País de inclusão racial com foco no empreendedorismo. A realização e divulgação de ações importantes para o projeto, principalmente os seminários estaduais que acontecem em vários estados do País, somadas à incorporação de vários parceiros institucionais, nos estados e municípios que compraram a ideia, faz com que o Brasil Afroempreendedor tenha uma grande repercussão no País.

Continue lendo

Público diversificado acompanha abertura de seminário em Olinda

Um público diversificado e de várias regiões do estado acompanhou a abertura do seminário do projeto Brasil Afroempreendedor em Olinda (PE), em meio a casarões históricos e igrejas centenárias. Os setores da economia criativa, principalmente do artesanato, de atividades ligadas à música e à cultura em geral, da culinária afro e da beleza estão tendo a principal representação no seminário de Pernambuco. A cultura é uma forte marca do estado e a representação expressiva desse setor no seminário estadual do projeto é uma consequência disso. Quilombolas de várias regiões também participam da atividade, que vai até esta quarta (16), às 18h, em Olinda (PE), na Academia Santa Gertrudes, Alto da Sé Carmo.

Continue lendo

RS firma compromisso com Brasil Afroempreendedor

RS firma compromisso com Brasil Afroempreendedor

O seminário gaúcho do Brasil Afroempreendedor foi uma grande oportunidade para o fortalecimento de parcerias que começaram a ser construídas já em 2012, quando foi realizado o seminário preparatório à elaboração do projeto. Mesmo antes disso, contatos já vinham sendo mantidos com instituições de governo e empreendedores locais para estabelecer o compromisso com essa iniciativa de desenvolvimento local e regional a partir do empreendedorismo. Nestas quinta e sexta, o compromisso foi confirmado e ampliado, não só pela presença ativa dos empreendedores de vários segmentos do campo produtivo, mas também pela presença de representantes de órgãos e instituições do poder público federal, estadual e municipal, que se integraram aos esforços de fortalecimento do projeto e, como consequência, dos empreendimentos de afro-brasileiros. A presença dessas instituições, e o compromisso com a construção das políticas de inclusão a partir do empreendedorismo, fizeram do seminário gaúcho, mais do que um grande ponto de partida para a formação dos empreendedores afro-brasileiros, um compromisso do estado com o projeto. E criaram uma expectativa positiva nos empreendedores com relação às políticas efetivas de fortalecimento de suas iniciativas.

Continue lendo

Empreendedores discutem estratégias para fortalecer negócios

Começar um empreendimento requer uma grande dose de coragem. Muito em função do passo que pode levar a dificuldades financeiras e até familiares, dependendo do caminho seguido e do planejamento dos riscos. Artistas plásticos, profissionais da área da educação, da área de tecnologia em segurança, quilombolas, militantes da cultura, praticantes de religiões de matriz africana, profissionais da área de alimentos, da área editorial, pequenos proprietários rurais, quase todos os participantes do seminário do projeto Brasil Afroempreendedor do Rio Grande do Sul começaram seus negócios com recursos próprios. O seminário encerra nesta sexta, em Porto Alegre.

Continue lendo

Chegou a hora de empreender fora de casa!

Não é novidade que a mulher negra sempre geriu, organizou e sustentou emocional e materialmente muitos lares. Agora, além de cuidar da família, ela ganha espaço no mundo empresarial.

Nos últimos dez anos, as pesquisas apontam o crescimento da população feminina, e como consequência, está acontecendo uma mudança no cenário do empreendedorismo brasileiro. De acordo com o SEBRAE, o número de negros empreendedores cresceu 28,5%. De acordo com a Pnad – Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios do IBGE, a participação das mulheres no mercado de trabalho passou de 41,7% (2001) para 42,2% (2011); o número de mulheres à frente de um negócio passou de 28,7%, em 2001, para 30,8% em 2011.

Continue lendo

Empreendedores querem ser transformadores do sistema

Aos poucos, os empreendedores negros e negras vão absorvendo os objetivos e princípios do Projeto Brasil Afroempreendedor. No seminário do Rio de Janeiro, as palavras rede, coletivo, transformação, fortalecimento, foram tomando conta das falas, incorporadas ou reforçadas pelos empreendedores, palestrantes e equipe do projeto. Mais de 70 pessoas participaram das oficinas do seminário do Rio de Janeiro. A avaliação final foi muito positiva, em função da qualidade geral da atividade.

Continue lendo

Gallery shortcode is invalid.

Acesso a financiamento domina abertura do Seminário do Rio de Janeiro

Quase 100 pessoas prestigiaram a abertura do Seminário estadual do Rio de Janeiro da Rede Brasil Afroempreendedor, a maioria composta por afroempreendedores. O seminário vai até esta sexta (28), na sede do SEBRAE na cidade. Durante as palestras da manhã, as questões sobre as dificuldades de acesso a financiamento dominaram os debates. Esta tem sido uma situação recorrente, já que as questões também foram levantadas nos seminários de São Paulo, Maranhão e Santa Catarina.

Continue lendo

21 de Março – Dia Internacional de Combate ao Racismo

Campanha de combate ao preconceito racial

Todos os dias, centenas e centenas de negros sofrem discriminação racial no Brasil.Ajude a mudar esse quadro. Chama os seus amigos e junte-se a nós no combate ao preconceito racial em nosso país.