Afroempreendedorismo, eu apoio essa ideia!

Uma iniciativa fundamental para promover o desenvolvimento social e econômico do Brasil, junto a microempresas e empreendedores individuais afro-brasileiros.

Curso de Qualificação – Qualifiplast 2015

Estão abertas as inscrições para o Curso de Qualificação para profissionais da Indústria do Setor Plástico, Químico, Farmacêutico e Adubo. As aulas acontecerão no período da manhã das 8:00 às 12:00hs ou a noite das 18:00h às 22:00h e terão inicio no dia 2 de março de 2015. Maiores informações pelo email iraci@institutoiab.org.br e  pelos telefones (41) 30290215 ou 98830110.

Unicef considera “inaceitável” número de assassinatos de adolescentes no Brasil

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) considerou “inaceitável” o Índice de Homicídios de Adolescentes no Brasil (IHA), que atingiu em 2012 o maior patamar de sua série histórica. O Unicef participou da pesquisa divulgada hoje (28) pelo governo federal, o Observatório de Favelas e o Labotarório de Análise da Violência da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (LAV-Uerj). O Brasil só fica atrás da Nigéria em números absolutos de adolescentes mortos.

Continue lendo

20 coisas que deveríamos dizer mais vezes

Em meio à um mundo caótico em que para algumas pessoas é cada vez mais difícil e, pasmem, meio surreal curtir as simplicidades do dia a dia, algumas pequenas atitudes podem gerar uma mudança significativa no seu mundo e de pessoas que circundam você.

Continue lendo

Discriminação religiosa ainda está ligada ao racismo no Brasil

Em outubro de 1999, o jornal Folha Universal estampou em sua capa uma foto da Iyalorixá Gildásia dos Santos e Santos, a Mãe Gilda, em publicação com o título “Macumbeiros charlatões lesam o bolso e a vida dos clientes”. A casa da Mãe Gilda foi invadida, seu marido foi agredido verbal e fisicamente e seu terreiro, depredado por integrantes de outro segmento religioso.

Continue lendo

Lugar das Mulheres no Mercado de Trabalho: Setores de atividade e estrutura ocupacional

No longo período de tempo compreendido entre 1970 e 2007, os padrões de localização dos trabalhadores e das trabalhadoras no mercado de trabalho apresentaram algumas alterações. No último ano da série, a indústria – aqui incluídas a de transformação e de construção civil -, e o agropecuário, seguidos do comércio, nessa ordem, concentraram a ocupação masculina.

Continue lendo

Vencedores do Segundo Concurso de Desenho e Redação
Gallery shortcode is invalid.

Vencedores do Segundo Concurso de Desenho e Redação

As nossas crianças participaram, enviaram o seu desenho e a redação e tivemos mais de 100 inscritos. Com tanto talento fica difícil escolher, mas saíram os vencedores do Segundo Concurso de Desenho e Redação com o tema  “Qualidade de Vida e Trabalho”, organizado pelo Instituto Adolpho Bauer em parceria com o STIQFEPAR. Todos os trabalhos foram criteriosamente analisados e avaliados pela nossa Comissão Organizadora, sendo que na categoria Desenho tivemos um empate técnico, sendo que premiaremos a ambos participantes.

Continue lendo

Mulheres brasileiras, educação e trabalho

O nível de escolaridade formal da população brasileira tem se elevado continuamente através dos anos. No final do século XX e início do XXI, 40 a 50% dos homens e das mulheres tinham menos de 4 anos de estudo, enquanto cerca de 20 a 30% deles e delas apresentavam escolaridade de nível médio ou superior ( mais de 9 anos de estudo).

Continue lendo

Mulheres, trabalho e família

A partir da década de 70 até os dias de hoje, a participação das mulheres no mercado de trabalho tem apresentado uma espantosa progressão. Se em 1970 apenas 18% das mulheres brasileiras trabalhavam, chega-se a 2007 com mais da metade delas ( 52,4%) em atividade.

Continue lendo

Mulheres no Mercado de Trabalho: Grandes números

Ao analisar o comportamento da força de trabalho feminino no Brasil nos últimos 30 anos, o que chama a atenção é o vigor e a persistência do seu crescimento. Com um acréscimo de 32 milhões de trabalhadoras entre 1976 e 2007, as mulheres desempenharam um papel muito mais relevante do que os homens no crescimento da população economicamente ativa.

Continue lendo

Gallery shortcode is invalid.

Amparo recebe Curso de Qualificação Profissional

Na primeira quinzena de novembro a Química Amparo, em São Paulo, recebeu o Curso de Qualificação Profissional em Não Tecidos oferecido pelo Instituto Adolpho Bauer (IAB). À frente da formação deste grupo os professores Iraci Sobral de Oliveira e Rodolfo Eduardo Fonseca Neto.

Parabéns a todos os trabalhadores e trabalhadoras que participaram e obtiveram os certificados nessa qualificação!

25 de novembro Dia Internacional da não-Violência contra a Mulher

O dia 25 de novembro de 1960 ficou conhecida por conta do maior ato de violência cometida contra mulheres. As irmãs dominicanas Pátria, Minerva, e Maria Teresa, conhecidas como “Las Mariposas”, que lutavam por soluções para problemas sociais de seu país foram perseguidas diversas vezes e presas até serem brutalmente assassinadas.

Continue lendo

Violência. Sem ela todo mundo é mais feliz

Violência contra a mulher: Um problema de todos

Números apontam que em 72,1% dos casos de violência contra a mulher, os agressores são os próprios maridos, companheiros ou ex-companheiros, e que 51,3% dessas mulheres correm risco de morte.

O dia 25 de dezembro de 2008 vai ficar para sempre na memória de Alessandra Negreiro*. Foi exatamente nessa data em que começaram as agressões em casa. Segundo ela, qualquer desentendimento era motivo para o
marido espancá-la.

Continue lendo

20 de novembro – Dia da Consciência Negra

20 de novembro – Dia da Consciência Negra

Nesta quinta-feira 20 de novembro se celebra no Brasil o Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra e é dedicado à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira. A data, celebrada pelo movimento social negro desde os anos 1970 e instituída como data oficial nacional através da Lei N° 12.519/2011, faz referência à morte do líder Zumbi dos Palmares, símbolo da luta pela liberdade e valorização do povo afro-brasileiro. Mais de mil municípios já decretaram o 20 de novembro feriado.

Continue lendo

Deputados votam relatório de combate ao racismo nesta quarta

A Comissão Externa de Combate ao Racismo da Câmara reúne-se nesta quarta-feira (12), para apresentação, discussão e votação do relatório final. O texto ainda não foi divulgado. O colegiado foi criado em abril deste ano para propor ações legislativas e políticas capazes de combater casos de racismo. No dia 20 deste mês é comemorado o Dia Nacional da Consciência Negra.

Continue lendo

Servidores participam de oficina de enfrentamento ao racismo institucional

Combater o racismo institucional como forma de reduzir o preconceito dentro das instituições públicas. Esse é o objetivo da oficina “Identificação e Abordagem ao Racismo Institucional”, que começou nesta quarta-feira (5), na Casa dos Direitos, na Ilha de Santa Maria. A iniciativa faz parte das ações do Plano Juventude Viva, que visa reduzir o índice de homicídios de jovens – especialmente de negros.
A oficina segue até esta quinta (6) e reúne cerca de 40 servidores da Prefeitura que atuam diretamente no atendimento ao cidadão. Entre as secretarias representadas, estão Educação (Seme), Cidadania e Direitos Humanos (Semcid), Assistência Social (Semas), Gestão Estratética (Seges), Segurança Urbana (Semsu) e Saúde (Semus).

Continue lendo

Ministério da Saúde oferece curso sobre Saúde Integral da População Negra para profissionais de saúde

O Ministério da Saúde, por meio das secretarias de Gestão do Trabalho e de Educação na Saúde (SGTES) e de Gestão Estratégica e Participativa (SGEP), lançará às 16h30 do dia 22 de outubro, no auditório Emílio Ribas, no Edifício Sede, o módulo sobre a ‘Saúde Integral da População Negra’ do curso de educação à distância ofertados pela Universidade Aberta do Sistema Único de Saúde (UNA-SUS).

Continue lendo

Presença de negros e mulheres nas empresas aumenta, mas salários ainda são pelo menos um terço menores

Companhias promovem ações de inclusão para ampliar a participação de diversos grupos.

A diversidade de raças, que é uma característica do brasileiro, ainda é pouco vista no mercado de trabalho, mesmo com as cotas raciais (que existem há mais de uma década). O mesmo ocorre com a participação feminina nas empresas. As mulheres são maioria no Brasil, mas têm uma presença menor do que a dos homens nas corporações.

Continue lendo