RS firma compromisso com Brasil Afroempreendedor

RS firma compromisso com Brasil Afroempreendedor

O seminário gaúcho do Brasil Afroempreendedor foi uma grande oportunidade para o fortalecimento de parcerias que começaram a ser construídas já em 2012, quando foi realizado o seminário preparatório à elaboração do projeto. Mesmo antes disso, contatos já vinham sendo mantidos com instituições de governo e empreendedores locais para estabelecer o compromisso com essa iniciativa de desenvolvimento local e regional a partir do empreendedorismo. Nestas quinta e sexta, o compromisso foi confirmado e ampliado, não só pela presença ativa dos empreendedores de vários segmentos do campo produtivo, mas também pela presença de representantes de órgãos e instituições do poder público federal, estadual e municipal, que se integraram aos esforços de fortalecimento do projeto e, como consequência, dos empreendimentos de afro-brasileiros. A presença dessas instituições, e o compromisso com a construção das políticas de inclusão a partir do empreendedorismo, fizeram do seminário gaúcho, mais do que um grande ponto de partida para a formação dos empreendedores afro-brasileiros, um compromisso do estado com o projeto. E criaram uma expectativa positiva nos empreendedores com relação às políticas efetivas de fortalecimento de suas iniciativas.

Reuniões com os empreendedores já estão sendo agendadas com a equipe do projeto e o SEBRAE do Rio Grande do Sul. A partir do seminário, os empreendedores já começam a realizar os cursos de formação e têm o acompanhamento do projeto e do SEBRAE local para a elaboração de planos de negócios e a aplicação desses planos em seus empreendimentos. Todos esses passos estão previstos no Termo de Compromisso assinado pelos empreendedores que participam do projeto. Reuniões mensais serão feitas para acompanhamento e orientação. A criação de uma página no Facebook, definida no último dia do seminário, servirá para a troca de informações entre os empreendedores e para o acompanhamento dos empreendimentos.

Parcerias

Já na abertura do projeto, na quinta-feira, o deputado estadual Adão Villaverde surpreendeu-se com a iniciativa, considerada revolucionária, e garantiu total apoio para o seu desenvolvimento no estado. Presente à celebração dos 100 anos do nascimento do intelectual negro e ex-senador Abdias do Nascimento, falecido em 2012, o senador Paulo Paim recebeu o livro “Desenvolvimento e Empreendedorismo Afro-brasileiro”, publicação do projeto lançada durante o seminário, e também prometeu apoiar a iniciativa.

No plano federal, a Caixa Econômica Federal esteve presente durante os dois dias do seminário, com material de divulgação sobre seus produtos à disposição dos empreendedores, agentes explicando o funcionamento das linhas de microcrédito da instituição e, ao final, a palestra sobre o programa Crescer, uma alternativa de financiamento para pequenos empreendimentos a juros acessíveis. A supervisora de filial da Caixa, Suzi Cristina Flores, que trabalha na área de Microcrédito Produtivo Orientado, informou que nesta semana haverá reunião com representantes do Brasil Afroempreendedor para firmar termo de parceria. A Caixa enviará representantes a todos os encontros do projeto realizados no estado. Também no âmbito federal, o diretor do Ministério da Educação, Thiago Thobias, já havia sugerido a construção de parceria entre o projeto e o Pronatec, um dos maiores programas de formação e capacitação do governo federal. E o superintendente dos Correios no Rio Grande do Sul, Jair Batista Antunes, durante reunião com o coordenador executivo do projeto, João Carlos Nogueira, colocou a instituição a disposição para auxiliar nas iniciativas futuras do projeto no estado.

A colaboração da Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Aquicultura do estado garantiu, além do apoio institucional, a presença de representantes quilombolas de várias regiões gaúchas. Parcerias também serão discutidas entre a secretaria e o projeto, uma vez que o estado tem linhas de financiamento específicas para esse público. A televisão educativa local (TVE) foi parceira na divulgação do seminário, o que continuará a acontecer durante a execução do projeto no estado. Já a Coordenadoria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (COPIR) atuou desde as primeiras discussões para a implantação da iniciativa no Rio Grande do Sul. E a Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do estado comprometeu-se a colaborar para a disseminação do projeto no estado. Por fim, em Porto Alegre, a presença da Secretaria Municipal de Políticas para o Povo Negro de Porto Alegre garantiu o apoio institucional para as iniciativas locais.

Seminário da Bahia

Nos próximos dias 10 e 11, será a vez do seminário da Bahia. Será o sexto seminário realizado pelo projeto. O seminário acontecerá no Hotel Sol Barra (Av. Sete de Setembro, 3577, Barra, Salvador). As inscrições devem ser feitas neste link, no site do Instituto Adolpho Bauer (IAB).

Compartilhe!

Deixe o seu comentário, queremos ouvir você